O Consumidor da Vez


No mercado atual com a competitividade cada vez mais acirrada, com preços equiparados, produtos similares e a qualidade focada por parte das empresas no valor observado pelo cliente/consumidor, além do seu potencial de pagamento, é notório que as estratégias estão mais criativas e ‘emocionais’ - apelativas. 

Um novo método de conquistar e manter clientes é demonstrar o potencial do produto/serviço direcionando os benefícios que irão proporcionar aos compradores. Assim, o profissional de venda além de estar focado na qualidade do atendimento, buscando o relacionamento a longo prazo, também foca na necessidade (motivo pelo qual se procura o produto/serviço) do cliente levantando os benefícios como forma de agregar valor na sua ação, transparecendo assim, credibilidade e confiança – argumentos fortes para o fechamento da venda. 

No Brasil com o crescimento econômico, mais escolaridade, acesso a crédito, elevação de renda, facilidade na informação e rapidez na comunicação houve uma mudança radical no comportamento do consumidor em relação à compra, observar-se que, a população está mais consciente da sua importância na cadeia mercadológica. O cliente tem conhecimento que possui várias opções de compra e assim está mais ciente de que, o poder não estar mais nas empresas e sim com ele. Desta forma, o momento é propicio e permite aos clientes se deliciarem ao consumo de maneira racional, onde não há mais espaço para erros, pois o erro na compra significa desperdício. 

O cliente/consumidor moderno apresenta confiança e autoestima, procura por produtos e/ou serviços que valorizem sua origem e seu modelo de vida. Quer gastar o suficiente (percepção individual) e ser bem atendido, muitas vezes busca um atendimento que supere suas expectativas dentro do contexto das suas necessidades e exigências. 

Buscam por novidades, inovações... Algo de valor dentro da sua participação na economia (Valor = Custo / Benefício). Exigem atendimento especializado e direcionado as suas necessidade e desejos, apreciam o respeito e a atenção dada a eles, valorizam a cordialidade e o julgamento por parte do profissional de vendas em relação à seguinte visão: qualquer pessoa independente de cor, religião, classe social é considerada cliente incondicional ao entrar em contato com a empresa. 

Hoje o maior poder de compra encontra-se nas mãos de uma classe social que há pouco tempo atrás era ‘chamada’ de: baixa renda, poucas condições, coitado, emergente, pobre entre outros. Atualmente ‘conhecida’ como CLASSE C, a mesma adquiriu respeito por parte das empresas pelo crescimento da sua participação no mercado e desta forma, está sendo considerada uma classe ao qual requer cuidado e atenção, bem como inovação para atendê-la. Enfatizando que, a CLASSE C hoje é que tem o maior poder de compra é necessário por parte das organizações um maior conhecimento do perfil da classe, obtendo constantemente informações consideradas valiosas referentes ao comportamento para poder construir estratégias direcionadas a atender as exigências, principalmente no que se refere às táticas de merchandising nos pontos de vendas (atualmente conhecida como PDD – Ponto de Distribuição). 

Portanto, as empresas que acompanharem as tendências do novo modelo de mercado e estiverem atentas as mudanças estarão em parceria com o público-alvo, conseqüentemente, terá aprovação dos clientes/consumidores elevando suas vendas e tendo uma participação competitiva no mercado, gerando sustentabilidade e lucratividade.

Fred Liberato
Orientador / Gestor Empresarial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Informações

Sobre a ACTIO

A ACTIO é uma consultoria empresarial que transforma suas ideias em realidade baseado nas necessidades de seus clientes.

Saiba mais...
Vamos ver

Downloads ACTIO, aproveite para baixar materiais, planilhas, ebooks, tudo para ajudar VOCÊ e SUA EMPRESA.

Descubra
Proposta

Se VOCÊ gostou do que temos, vamos ao trabalho? Solicite sua proposta e veja como podemos ajudar VOCÊ e SUA EMPRESA.

Solicite

Receba nossas atualizações