Clique aqui e baixe agora SEU TESTE

Sabe quando é hora de arriscar? Sim, você pode mudar e arriscar mais, veja como!

Para desejar mudanças na carreira, é necessário que o profissional saiba exatamente seus objetivos e, para isso, ele deve ter tudo bem definido.

O esgotamento no trabalho acontece quando a pessoa percebe que a execução de suas atividades não está mais compatível com suas expectativas. Neste momento é importante avaliar se o lugar em que está permite que você explore todo seu potencial, e só então deve-se pensar em possíveis mudanças a serem feitas.
Todo profissional tem que arriscar para mudar de carreira, veja como!
Em novos desafios o profissional deve se preparar e promover suas habilidades, estudando o próprio desenvolvimento. Após isso, ele deve saber quais as competências que deverão ser melhoradas para que consiga executar novas atividades. Se for lidar com pessoas, por exemplo, deverá desenvolver sua liderança e, se for exposto a uma nova tecnologia, deve estar aberto a aprender como lidar com ela.

│Lembre-se, se é uma habilidade, então pode ser desenvolvida, trabalhe para que isso aconteça

Segundo a programação neurolinguística, o profissional precisa se sentir bem com isso. As expectativas devem estar alinhadas, saber como desenvolver as competências necessárias para assumir os novos desafios, ou até mesmo saber se a empresa pode aproveitar essas novas competências. 

Outro ponto na transição da carreira é que o indivíduo trace metas de curto, médio e longo prazos dentro da empresa, usando critérios com foco no desenvolvimento pessoal e enriquecendo sua descrição de cargos, assim tudo pode fluir corretamente.

O profissional deve saber quando lhe falta alguma habilidade para ser desenvolvida, é fundamental ser autêntico e dialogar, assumir a responsabilidade e informar para o gestor exatamente o que falta, pois isto abrirá portas para uma decisão em conjunto. Fazer isso é positivo tanto para o profissional como para a empresa, que poderá contar com um colaborador mais preparado.

O profissional em transição deve levar em consideração os ganhos e perdas na tomada de decisões. E, ao tomá-las, é importante que o profissional tenha um plano de contingência para ser acionado a qualquer momento, além de um planejamento financeiro para lidar com possíveis fases de adaptação e conhecimento da nova função.

A hora de mudar

Ao se sentir apto ao novo desafio, e isso implica auto avaliar-se cuidadosamente, deve solicitar uma conversa com o líder para evitar fofocas e possíveis desentendimentos, além de explanar os feitos realizados e quais serão os ganhos para todos com o incentivo da promoção.

O processo de promoção levará em consideração algumas constantes, por exemplo, em uma equipe de vendas é válido avaliar se a empresa perderá o seu melhor vendedor para ganhar um gerente de vendas não tão bom assim, já que as habilidades são diferentes. Também é necessário a empresa realizar feedbacks, com foco em competências, seguido de um mapeamento de habilidades e pontos a desenvolver, para evitar frustrações futuras para ambos.

Caso seja possível realizar esta transição, a organização deve pensar em como preparar adequadamente este profissional. Pois, sempre há gaps a serem preenchidos, mas o importante é acompanhar e facilitar este processo. Em casos assim, um trabalho de mentoria para prepará-lo pode ser uma boa opção, pois desta forma ele estará capacitado a ter um melhor desempenho, diminuindo o impacto que toda promoção tem.

Caso o profissional sinta dificuldade de adaptação ao novo cargo é importante entender que alguns ajustes podem levar mais tempo e serem mais desafiadores e, além disso, focar nos ganhos a médio prazo até que tenha se habituação as novas funções e responsabilidades.

Lembrando o papel da empresa, que é continuar avaliando e descobrindo se as dificuldades que venham a aparecer podem ser sanadas, caso isso aconteça é importante dar apoio para se adquirir as novas habilidades.

Outro ponto que muitos devem está pensando, mas e se depois de tudo isso ainda tiver problemas de adaptações, ai convém fazer um planejamento para mudança de empresa, pois na maioria dos casos não será possível voltar a posição de partida.

Seja como for, ter em mente o passos citados acima, já o torna mais preparado para mudar de empresa se adaptação não for bem sucedida, justamente pelo esforço e comprometimento no seu desenvolvimento, é por isso que se chama ARRISCAR!

│Mas se seu problema for medo, use com sabedoria, pois se está com medo, então PULE e faça acontecer!


Fonte: Carreira e Sucesso
Sínteses e adaptações por
Marcelo Cabral
Consultor e Multiplicador da ACTIO Consultoria & Treinamentos
Instagram: @actioconsultoria
Fonte da imagem: adaptado da freepik


Gostou? E você já passou por uma transição assim, conte seu caso e ajude outros profissionais!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre a ACTIO Consultoria & Treinamentos

Sobre a ACTIO

A ACTIO é uma consultoria empresarial que transforma suas ideias em realidade baseado nas necessidades de seus clientes.

Saiba mais...
Vamos ver

Downloads ACTIO, aproveite para baixar materiais, planilhas, ebooks, tudo para ajudar VOCÊ e SUA EMPRESA.

Descubra
Proposta

Se VOCÊ gostou do que temos, vamos ao trabalho? Solicite sua proposta e veja como podemos ajudar VOCÊ e SUA EMPRESA.

Solicite

Receba nossas atualizações